botao de busca



VOLTAR


<<< Anterior      Próxima >>>


Escolha o tamanho da fonte - A - A
09/08/2017

SuperJobs é agora venture builder e fundo de investimento para startups

Atuante nas principais fases de maturação do negócio, a empresa oferece infraestrutura e capital para ideias inovadoras


Para conseguir apoio financeiro e de gestão, empreendedores percorrem uma verdadeira maratona junto a incubadoras, aceleradoras, investidores-anjo e fundos de investimento – tempo que poderia ser gasto no próprio desenvolvimento do negócio. A partir deste diagnóstico, a SuperJobs ampliou seu foco de atuação para tornar-se uma venture builder que atua desde o estágio inicial de validação de startups já operacionais, até aquelas mais maduras que precisam do empurrãozinho final para ganhar escalabilidade.

Com um novo conceito no mercado, além de participar de todas as fases de maturação, a SuperJobs oferece em seu ecossistema uma rede de investidores-anjo, equity crowdfunding e um fundo de investimento em criação para aportes mais vultosos.

A venture builder aposta suas fichas em plataformas digitais de alto impacto. O processo de aprovação passa por validação da ideia, do modelo de negócio, da usabilidade e, principalmente, do gestor. “Identificamos as dores da startup e desenvolvemos uma metodologia simples de escalada trazendo o Monte Everest como elemento-chave. Ajudamos na modelagem de gestão e KPI’s essenciais para o sucesso de cada negócio”, diz o CEO Marcos Botelho que, após somar expertise por trás da trajetória de sucesso das startups Elemida Mall, Bicos, Dr. Sintomas e Estagiários Online, se juntou ao empresário André Martins para desenvolver o novo conceito da SuperJobs.

Após os critérios validados, a SuperJobs aporta o ticket ideal usando três metodologias de investimento, aplicando até R$ 1 milhão como Venture Builder, até R$ 5 milhões via equity crowfunding e até R$ 10 milhões com o novo fundo que está sendo constituído. As startups do portfólio também contam com investidores-anjo tais como André Diniz, do Grupo Urban Arts; Lucas Franzatto, do Grupo Morena Rosa; o VP Jurídico do Grupo Abril, Arnaldo Tibyriçá; e Pedro Mollo, da SP Partners.

Atualmente, a SuperJobs tem 10 startups e previsão de dobrar esse número no próximo ano. “Queremos captar R$ 120 milhões para desenvolver as startups que já estão em nosso portfólio bem como fazer novas aquisições que estejam dentro de nossa tese de investimentos: alto potencial de escala, 100% digitais e nos segmentos Health, AI, Fintechs ou Jobs”, afirma Botelho.

Gramado Summit
A SuperJobs colocará seus critérios de avaliação em prática durante uma batalha de startups no Gramado Summit, encontro que reúne investidores e empreendedores digitais no Rio Grande do Sul e irá de 10 a 12 de agosto. O melhor Pitch apresentado leva R$ 50 mil da venture builder. “É o primeiro evento para continuarmos o mapeamento do mercado e apostarmos em um projeto em que, de fato, acreditamos”, conta Botelho.

Sobre a SuperJobs
Venture builder que participa das principais etapas de maturação de uma startup - do nascimento ao scale up. Com um modelo de validação próprio trazendo o Monte Everest como elemento-chave, entrega know how, infraestrutura e funding para negócios digitais de alto impacto nas áreas de Health, AI, Fintechs e Jobs. Criada em 2015 por Marcos Botelho e, posteriormente, com a entrada de André Martins, a SuperJobs adquiriu em 2017 a empresa de equity crowdfunding StartMeUp. Em agosto, monta um fundo de investimento para captar até R$ 120 milhões. http://www.superjobs.vc.


Fonte: Press Works




COMPARTILHE ESTA NOTÍCIA EM SUAS REDES SOCIAIS
  • Digg
  • del.icio.us
  • DZone
  • blogmarks
  • StumbleUpon
  • Facebook
  • Tumblr
  • TwitThis
  • Print
  • email
  • Live
  • Yahoo! Bookmarks

Comente esta notícia


Ver mais notícias rss




© 2009-2019 Guias Web - Todos os Direitos Reservados - Normas de Uso - Política de Privacidade